Conheça nossos cursos
Conheça nossos cursos

Mercado de Trabalho

6 passos para fortalecer seu branding pessoal

Mercado de Trabalho

Como a autorresponsabilidade pode ajudar na sua carreira

Mercado de Trabalho

6 passos para fortalecer seu branding pessoal

Redação
Por Redação em Jul 22, 2022 11:20:42 AM | 6 min de leitura

Você já ouviu falar de branding pessoal?

Se você trabalha na área do marketing ou da comunicação, certamente está familiarizado com o conceito de branding, certo? Ele está relacionado com a gestão de uma marca, incluindo as imagens ou ideias a ela associadas.

O branding pessoal, por sua vez, diz respeito à construção de uma marca pessoal, com objetivo de criar boas conexões e alcançar melhores oportunidades no mercado de trabalho.

Tudo isso é novo para você? Fique tranquilo, neste artigo explicamos passo a passo como fortalecer o seu branding pessoal e como ele pode acelerar a sua carreira.

Venha conferir:
O que é branding pessoal
A diferença entre branding pessoal e marketing pessoal
Passo a passo para construir seu branding pessoal em 6 passos

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

O que é branding pessoal

O termo branding vem do inglês e significa "marca".

Esse conceito é muito difundido no meio do marketing, afinal de contas, é preciso construir marcas fortes para que empresas e produtos se destaquem entre os consumidores.

Mas você sabia que essa ideia de construção de marca também vem sendo aplicada no mercado de trabalho, especialmente para aqueles que desejam se tornar líderes? É o branding pessoal!

No contexto profissional, branding pessoal é processo de construção de uma marca pessoal, buscando apresentar com qualidade e consistência sua identidade e seus diferenciais em relação aos outros profissionais.

Ou seja, é a criação de uma marca pessoal que fortalece a sua imagem, habilidades, competências e o torna relevante na sua área de atuação.

Um bom branding pessoal pode acelerar muito a carreira porque permite ampliar seu networking e abrir novas oportunidades profissionais.

Contudo, é importante reforçarmos que o branding pessoal não é um processo com início, meio e fim.

É uma construção contínua para alcançar os seus objetivos de carreira.

>>> Leia mais: O que significa ter uma carreira de sucesso?

A diferença entre branding pessoal e marketing pessoal

Agora que você conhece o conceito de branding pessoal, pode estar se perguntando: mas qual a diferença em relação ao marketing pessoal?

Enquanto o branding pessoal é o processo de construção da sua imagem profissional, o marketing pessoal diz respeito a como essa imagem vai ser veiculada e disseminada entre as pessoas.

Ou seja, o marketing pessoal é o conjunto de técnicas para difundir sua imagem profissional, pensando em impactar mais pessoas e aumentar as chances de seu nome ser lembrado, quando preciso.

Um site, posts nas redes sociais e cartão de visitas, por exemplo, são formas de marketing pessoal. Já a imagem que você veicula nessas ferramentas, é fruto do seu trabalho de branding pessoal.

Em resumo, podemos dizer que você precisa de ambos, são conceitos complementares. Afinal, você só conseguirá arquitetar uma boa identidade e levá-la às pessoas certas se aliar com boas estratégias de marketing pessoal.

>>> Leia mais: Como montar um currículo: 6 passos do EAD UMC

branding pessoal - jovem alegre no ambiente de trabalho

Passo a passo para construir seu branding pessoal em 6 passos

A seguir, trazemos um pequeno passo a passo para ajudá-lo a construir o seu branding pessoal. Confira:

1. Comece pelo autoconhecimento

Pode parecer bobagem, mas talvez você tenha muitos aspectos sobre si mesmo que nunca tenha se dado conta. E isso pode acontecer pelo simples fato de não ter parado para pensar sobre.

As pessoas são extremamente plurais, com diferentes características, e isso deve ser considerado. Por isso, conhecer quais são as suas, incluindo suas qualidades, defeitos e habilidades, é o primeiro passo para construir uma boa imagem pessoal.

Você já se perguntou quais características podem facilitar o alcance dos seus objetivos e devem ser reforçadas em sua marca? Ou quais pontos fracos precisam ser neutralizados e, eventualmente, corrigidos?

A maneira como você se porta e atende as pessoas é condizente com o que deseja transmitir em termos de marca?

Essas são algumas questões para começar o seu processo de autoconhecimento. Ele é o primeiro passo para construir seu branding pessoal.

2. Converse com pessoas de confiança e entenda como elas o enxergam

Depois de passar pelo processo de autoconhecimento, é o momento de conversar com pessoas da sua confiança sobre a percepção que elas têm de você.

Muitas vezes, nem notamos que adotamos certas atitudes e posturas em determinadas situações, por isso, um olhar de fora pode ajudar muito.

Então, peça para que alguns dos seus amigos e colegas de trabalho falem sobre você, fornecendo um feedback sobre seu atual perfil e identidade.

Dessa forma, você terá uma noção de como está o seu branding pessoal e no que precisa melhorar.

Para isso, vale pensar nas seguintes questões: sua marca atual está bem alinhada àquela desejada? Você está transmitindo exatamente o que deseja? Quais as principais discrepâncias e como pode agir sobre elas?

A partir disso, você terá material suficiente para iniciar o trabalho.

>>> Leia mais: Como pedir adiantamento de salário? Conheça seus direitos

3. Identifique seus objetivos

O objetivo de ter uma marca pessoal forte é alcançar suas metas profissionais, permitindo que você tenha mais facilidade para conquistá-las.

Portanto, identificar quais são seus objetivos é um passo importante para começar seu branding pessoal.

Será que você busca um cargo de diretoria? Uma promoção de pleno para sênior? Tornar-se um especialista?

Não importa qual seja seu objetivo, o principal é que sua marca pessoal reflita bem esses interesses e facilite o alcance dos resultados desejados.

branding pessoal - jovem segurando tablet em fundo branco

4. Defina sua marca pessoal

Depois de cumprir os passos acima, é hora de definir mais claramente a marca que deseja transmitir, ou seja, como você quer ser visto e lembrado pelas outras pessoas.

Não é um processo simples e rápido, mas é essencial para a construção do seu branding. Para deixar a coisa mais fácil, responda a essas três questões:

  • Como quero que as pessoas me vejam?
  • Quais atributos devem ser ressaltados?
  • O que definitivamente não quero transmitir?

Pondere sobre essas questões até que tenha respostas satisfatórias.

Não deixe de ser autêntico, pense nisso como uma conversa franca consigo mesmo. Lembre-se sempre de que é um passo muito importante e determinará suas próximas escolhas, inclusive decisões de longo prazo.

5. Hora de pensar em uma estratégia

Após as etapas de autoavaliação e delimitação da marca pessoal, é hora de definir uma estratégia para que seu branding efetivamente ganhe vida.

Pense nessa estratégia como o conjunto de passos que devem ser dados — o caminho — para a efetivação da sua marca.

Há muitos passos em potencial, por exemplo, melhorar sua oratória, desenvolver certas competências comportamentais ou aperfeiçoar sua comunicação não verbal. É preciso ser criativo.

>>> Leia mais: Dificuldades de socializar? Veja como se adaptar ao mundo pós-pandemia

6. Dedique-se diariamente ao seu branding pessoal

Ao colocar em prática todos os tópicos anteriores, você saberá exatamente o que fazer para desenvolver sua marca pessoal e como fazer isso.

Contudo, é importante lembrarmos que você precisa colocar a "mão na massa" diariamente, de maneira intensa, regrada e consistente.

Sua marca não é o que está escrito em um pedaço de papel, é o que as pessoas enxergam quando se relacionam com você, após cada ponto de contato. Por isso, deve ser algo que você aperfeiçoa todos os dias.

E sabe de uma coisa que pode ajudar muito a fortalecer seu branding pessoal? Investir nos seus estudos! Uma graduação, por exemplo, pode alavancar muito a sua carreira.

Aqui no EAD UMC, temos diversos cursos a distância, com flexibilidade e qualidade para você alcançar novos horizontes dentro da sua área profissional.

Confira aqui nossas opções de bolsas de estudos e comece hoje mesmo a aperfeiçoar seu branding pessoal.

Use sua nota do ENEM para ganhar uma bolsa de estudos!

Mercado de Trabalho

Veja mais conteúdos da UMC sobre EAD e educação

Como a autorresponsabilidade pode ajudar na sua carreira

Você já ouviu falar de autorresponsabilidade? Imagine aquilo que você mais quer para sua carreira, seja uma promoção ou ...
5 min de leitura

O que faz um Product Owner e como trabalhar na área

Você já ouviu falar de Product Owner? Esse é um dos cargos em alta para 2022, de acordo com levantamento feito pela ...
5 min de leitura

O que é fit cultural e por que é tão importante para sua carreira

Você já ouviu falar de fit cultural? Esse conceito vem se tornando cada vez mais famoso nos setores de recrutamento, ...
6 min de leitura
Ver mais conteúdossobre Mercado de Trabalho