Conheça nossos cursos
Conheça nossos cursos

Ensino Superior

Como formatar um artigo científico na ABNT

O que faz um contador: função e área de atuação profissional

Ensino Superior

Como formatar um artigo científico na ABNT

Por Redação em Apr 18, 2022 12:00:00 PM | 11 min de leitura

Às vezes, formatar um artigo científico nas normas ABNT se transforma em uma tarefa mais estressante que a própria pesquisa.

Pensando na maratona que muitos estudantes passam quando se trata de normas ABNT, preparamos este guia com todas as dicas que você precisa saber para formatar artigos científicos.

Acompanhe os tópicos para tirar suas dúvidas:

  1. A estrutura de um artigo científico
  2. Elementos pré-textuais
  3. Elementos textuais
  4. Elementos pós-textuais
  5. Tipos de artigos científicos
  6. Regras gerais de formatação da ABNT para artigos científicos 
  7. [BÔNUS] Como fazer referências na ABNT 
  8. Conclusão

Nova call to action

A estrutura de um artigo científico 

Um artigo científico possui uma estrutura mais simples e compacta em comparação a outros trabalhos acadêmicos, como uma monografia, por exemplo. No artigo, você não precisa se preocupar com capa, folha de rosto, sumário e outros elementos pré-textuais exigidos no TCC.

Confira as principais partes do artigo científico e suas principais regras de formatação. Ah, abaixo destes tópicos deixamos um artigo científico de exemplo, mostrando como essas regras se aplicam na prática:

Como-formatar-um-artigo-cientifico-na-ABNT-Imagem mostra as mãos de uma pessoa digitando no notebook.

Elementos pré-textuais

Título do artigo (Obrigatório)

O título precisa ser breve e descrever especificamente o tema do artigo.

Regras de formatação: 

  • Letras maiúsculas em negrito, 
  • Alinhamento centralizado, 
  • Subtítulo, se houver, deve ser separado por dois pontos do título, em letras minúsculas, com as iniciais em maiúsculas, em negrito.

Título do artigo em inglês (Opcional)

Considera-se a mesma orientação de conteúdo e formatação do título na língua portuguesa.

Nome do autor (Obrigatório)

O nome do autor deve ser inserido logo abaixo do título, de forma direta (nome e sobrenome).

Regras de formatação: 

  • Texto alinhado à direita, na mesma fonte e tamanho utilizados no texto do artigo. 
  • Quando houver mais de um autor, os nomes devem ser indicados na mesma linha, separados por vírgula, ou em linhas distintas (alinhadas à direita), em ordem alfabética.
  • Recomenda-se que conste uma nota de rodapé ao final da página com o currículo sucinto de cada autor, com vinculação e endereço de contato.

Resumo em português (Obrigatório) 

O resumo precisa ser escrito na mesma língua do artigo e ter no mínimo 100 palavras e no máximo 250 palavras.

Regras de formatação: 

  • O texto do resumo deve ser justificado às margens, com a mesma fonte utilizada no trabalho.

Palavras-chave (Obrigatório) 

São palavras que descrevem os principais assuntos abordados no artigo. Recomenda-se o uso de 3 a 5 palavras.

Regras de formatação: 

  • Devem ser inseridas logo abaixo do resumo, separadas por um espaço em branco. 
  • São escritas também na língua do texto, expressando o assunto e separadas por ponto, com as iniciais maiúsculas.

Resumo em inglês  (Opcional)

Considera-se a mesma orientação de conteúdo e formatação do resumo na língua vernácula.

Elementos textuais

Introdução (Obrigatório)

Deve-se apresentar tema, problema, objetivos, metodologia, observações e detalhes sobre a pesquisa.

Regras de formatação: 

  • A introdução é o primeiro elemento numerado, portanto deve-se incluir o número 1 à esquerda do título, que é escrito em letras maiúsculas.
  • Aplicar o recuo de parágrafo de 1,25 cm no título do capítulo e no corpo do texto.
  • Título alinhado à esquerda.

Desenvolvimento (Obrigatório)

Deve-se desenvolver os capítulos da pesquisa.

Regras de formatação: 

  • Elemento numerado, portanto deve-se incluir o número à esquerda do título, que é escrito em letras maiúsculas.
  • Aplicar o recuo de parágrafo de 1,25 cm no título do capítulo e no corpo do texto.
  • Título alinhado à esquerda.

Considerações finais (Obrigatório)

Deve-se fazer uma avaliação sobre os objetivos alcançados ou não alcançados e uma reflexão final sobre os dados levantados, respondendo a pergunta do problema de pesquisa.  

Regras de formatação: 

  • Elemento numerado, portanto deve-se incluir o número à esquerda do título, que é escrito em letras maiúsculas.
  • Aplicar o recuo de parágrafo de 1,25 cm no título do capítulo e no corpo do texto.
  • Título alinhado à esquerda.

Elementos pós-textuais

Referencial teórico (Obrigatório)

Traz as referências bibliográficas utilizadas para compor o artigo, que podem ou não ter sido citadas ao longo do trabalho.

Regras de formatação: 

  • As referências devem ser alinhadas à margem esquerda do texto com espaço simples e separadas umas das outras por um espaço simples. 
  • Usar o mesmo tipo e tamanho de fonte do texto do artigo e não as numerar.

Glossário (Opcional)

Esse item visa apresentar, se necessário, as palavras e as expressões técnicas citadas ao longo do texto que possam ser desconhecidas pelo leitor.

Regras de formatação: 

 sempre em ordem alfabética.

Apêndices (Opcional)

Texto ou documento elaborado pelo autor, a fim de complementar alguma argumentação usada no artigo. Ou seja, podem ser usados questionários, modelos de formulários, roteiro de entrevistas, etc. 

Regras de formatação: 

  • Seu título deve ser colocado em letras maiúsculas, em negrito e centralizado na parte superior da página.
  • O documento do apêndice deve ser identificado nesta ordem: a palavra “Apêndice” seguida de letras maiúsculas consecutivas, travessão e título, por exemplo: 

Apêndice A – Relatório de análise de dados

Agradecimentos (Opcional)

Deve ser sempre o último elemento pós-textual, onde o autor pode agradecer a quem, de algum modo, contribuiu para que ele realizasse o trabalho.

As regras de formatação são as mesmas dos parágrafos de desenvolvimento do artigo.

Tipos de artigos científicos 

Existem vários tipos de artigos científicos. Conheça os principais gêneros:

  • Estudo de caso

Os artigos do tipo “Estudo de caso” analisam um fenômeno ou objeto específico. Trata-se do estudo de um caso real, que, às vezes, o estudante pode observar de perto. No entanto, o pesquisador assume um olhar neutro e afastado.

É comum que os estudantes analisem o caso das empresas em que trabalham, por exemplo. No entanto, isso não é uma regra e os objetos de pesquisa podem variar, incluindo fenômenos que ocorreram no passado, por exemplo.

  • Revisão bibliométrica

Esse tipo de artigo possui uma perspectiva estatística, voltado para a análise de dados.

Com um viés quantitativo, a revisão bibliométrica busca identificar o quanto se fala sobre determinado tema dentro de uma área acadêmica específica.

Também é possível fazer análises comparativas e identificar quais abordagens são mais frequentes e quais são menos frequentes, por exemplo.

  • Revisão bibliográfica

Esse tipo de artigo desenvolve uma abordagem ampla sobre determinado tema, a partir de diferentes perspectivas teóricas.

Nesse caso, o texto precisa trazer uma reflexão a partir do cruzamento de diferentes autores que possuem obras respeitadas dentro do tema escolhido. 

  • Pesquisa ação

Esse tipo de artigo é um pouco menos usual, mas também tem espaço na academia, apesar de ser visto com reservas pela comunidade científica.

Nesse tipo de trabalho, o pesquisador está diretamente envolvido no caso do estudo. Ou seja, é ele que está implementando as ações que serão analisadas na pesquisa. 

É comum que esse tipo de pesquisa seja desenvolvida pelo pesquisador junto à sua empresa, onde ele está desenvolvendo algum projeto específico ou implementando um novo sistema, por exemplo.

  • Survey

As pesquisas do tipo survey são bastante utilizadas no meio acadêmico e possuem objetivos bastante específicos.

São estudos que visam entender como determinada população se relaciona com determinado tema dentro de um período de tempo específico.

A depender da envergadura do trabalho, a realização desse tipo de pesquisa inclui a elaboração de questionários de variados tipos: questões de pesquisa aberta, fechada, com abordagem quantitativa ou qualitativa.

Pesquisas de satisfação, de intenção de voto e outras como as realizadas pelo IBGE são do tipo Survey.Os-tipos-de-artigos-cientificos-Mulher negra digita no notebook.

Regras gerais de formatação da ABNT para artigos científicos 

Papel: Os trabalhos acadêmicos, se impressos, devem ser apresentados em papel branco ou reciclado, formato A4 (21 cm x 29,7 cm), digitados em cor preta, podendo utilizar outras cores somente para ilustrações.

Impressão: Recomenda-se que os elementos textuais e pós-textuais sejam impressos no anverso e verso das folhas.

Margens: 

  • Anverso (frente da folha) — esquerda e superior de 3 cm; direita e inferior de 2 cm. 
  • Verso (traseira da folha) — direita e superior de 3 cm; esquerda e inferior de 2 cm.

Espaçamento: O texto deve ser redigido com espaçamento 1,5 entre linhas. Em citações de mais de três linhas, notas de rodapé, referências, legendas das ilustrações e  tabelas, utiliza-se espaço simples.

Parágrafo: No corpo do texto, deve-se observar a padronização dos parágrafos, utilizando-se 1,25 cm como recuo.

Tamanho da fonte: Recomenda-se a utilização de fonte tamanho 12 para todo o trabalho. Já nas citações de mais de três linhas, notas de rodapé, paginação, dados internacionais de catalogação na publicação, legendas e fontes das ilustrações e nas tabelas, recomenda-se utilizar tamanho de fonte menor e uniforme.

Nota de rodapé: As notas devem ser digitadas dentro das margens, ficando separadas do texto por um espaço simples entre as linhas.

[BÔNUS] Como fazer referências na ABNT 

Para formatar as referências, alinha-se o texto à margem esquerda, separando as citações uma das outras com um espaço simples. 

Deve-se usar o mesmo tipo e tamanho de fonte do texto do artigo e não utilizar numeração.

O modelo para escrever uma referência é: 

ÚLTIMO SOBRENOME, Nome e Segundo sobrenome. Título da obra. Nº da edição. Cidade: Editora, ano de publicação. 

Veja um exemplo: 

ANDRADE, Maria Margarida. Introdução à Metodologia do Trabalho Científico. 9.ed. São Paulo: Atlas, 2009.

Clique aqui para conhecer uma lista de sites que formatam referências automaticamente conforme a ABNT.

Bonus-como-fazer-referencias-na-abnt-Mulher negra olha para o notebook enquanto escreve em um caderno de anotações.

Conclusão

Gostou das dicas? Aproveite este guia para direcionar a sua produção acadêmica para aquilo que realmente importa, o seu processo de pesquisa.

Já conhece os cursos EAD da UMC? Aqui você conta com toda a qualidade da universidade presencial, mas com a praticidade dos cursos à distância. Confira nosso catálogo de cursos!

Ah, o blog do EAD UMC está sempre trazendo conteúdos relevantes para sua trajetória acadêmica e profissional. Confira outros artigos que podem ser do seu interesse:

New call-to-action

Ensino Superior

Veja mais conteúdos da UMC sobre EAD e educação

Mulheres na engenharia: inspire-se com a trajetória de 10 pioneiras

“Eu sempre quis ser engenheira, mas sentia como se mulheres não devessem estudar coisas como engenharia”. Essa fala é ...
9 min de leitura

Relatório de estágio: o que é e como fazer

O relatório de estágio é um documento que, normalmente, é elaborado em disciplinas de estágio supervisionado e tem ...
9 min de leitura

Por que uma segunda licenciatura pode ajudar sua carreira de professor

Se você é professor, provavelmente já ouviu falar da segunda licenciatura. É uma formação rápida que permite aos ...
6 min de leitura
Ver mais conteúdossobre Ensino Superior