Conheça nossos cursos
Conheça nossos cursos

Vida na universidade

Dificuldades de socializar? Veja como se adaptar ao mundo pós-pandemia

Enem

3 livros de Guimarães Rosa que já caíram no Enem

Vida na universidade

Dificuldades de socializar? Veja como se adaptar ao mundo pós-pandemia

Redação
Por Redação em Dec 7, 2021 3:51:00 PM | 10 min de leitura

Como será o mundo pós-pandemia? 

Com a vacinação contra a covid-19, em 2021, o mundo passou a viver uma nova fase, com mais flexibilidade e a possibilidade de voltar a realizar encontros presenciais — com restrições e medidas de segurança, claro!

Essa mudança trouxe benefícios para muitas pessoas. Afinal, não foram poucos aqueles que sentiram falta das reuniões com amigos e familiares, por exemplo. 

Contudo, para outras pessoas, esse novo momento que a sociedade atravessa tem sido bastante desafiador, sendo comum que muitos indivíduos encontrem dificuldades para socializar e se relacionar longe do ambiente digital. 

Se esse é o seu caso, venha saber mais sobre como se adaptar ao mundo pós-pandemia! Neste artigo, traremos as principais mudanças provocadas pela crise sanitária e algumas dicas para passar por esse momento de forma mais tranquila. 

Confira:
Relações e sociedade: os impactos da covid-19
É normal desaprender a socializar depois de tanto tempo de isolamento 
Como será o mundo pós-pandemia 
4 passos para se adaptar ao mundo pós-pandemia 
Conclusão 

mundo pós-pandemia - casal de máscaras cirúrgicas sentado em um banco de praça

Relações e sociedade: os impactos da covid-19

A covid-19 trouxe diversas mudanças para a vida em sociedade. Com a alta taxa de transmissibilidade e o aumento do número de óbitos, desde março de 2020, o mundo todo se tornou mais recluso. 

O isolamento social foi uma estratégia adotada por grande parte das nações. Com isso, muitas pessoas passaram meses saindo de casa apenas para fazer o essencial, como compras no supermercado e farmácia. 

Não é à toa que Collins Dictionary elegeu "lockdown'' como a palavra do ano de 2020. A escolha da WOTY (Word of the Year) sempre reflete o que aconteceu de mais importante no período. Como não podia deixar de ser, o termo de 2020 resume a experiência da pandemia da covid-19. 

Nesse período, muitos indivíduos só tinham contato com seus familiares coabitantes, ou seja, que dividem o mesmo espaço. Outras pessoas passaram meses sozinhas em suas casas, tendo contato com o mundo exterior majoritariamente de forma virtual. 

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se.

Segundo uma pesquisa da Kantar, marca especializada em pesquisa de mercado, as redes sociais, como o Facebook, WhatsApp e Instagram, tiveram um crescimento de uso de 40% na pandemia.

Ou seja, o uso das ferramentas digitais, como aplicativos de mensagens e chamadas de vídeo, se intensificou ainda mais, transformando a forma como as pessoas se comunicam e interagem. 

Contudo, com o avanço da vacinação em 2021, e a consequente queda no número de contágios e óbitos, o mundo passou a viver uma nova fase, com mais flexibilidade e muitos reencontros. 

Diversos profissionais que atuaram em home office durante o auge da pandemia da Covid-19 voltaram a frequentar o escritório, por exemplo. Amigos e familiares também passaram a organizar encontros presenciais novamente. 

No entanto, por mais positiva que seja essa mudança, nem todas as pessoas estão conseguindo se relacionar da mesma forma de antes do vírus, o que é completamente natural. 

É normal desaprender a socializar depois de tanto tempo de isolamento 

mundo pós-pandemia - três pessoas em volta de uma mesa de máscaras

Se você está sentindo dificuldade em interagir depois de tanto tempo em isolamento, não se preocupe, isso é bem mais normal e comum do que parece! Não é surpreendente que muitos de nós possam estar se sentindo socialmente "enferrujados".

Todas as pessoas, em diferentes graus, vivenciaram a solidão e o isolamento social durante a pandemia, duas condições que podem estar ligadas ao declínio cognitivo de maneiras específicas. Por isso, são esperados alguns contratempos na hora de voltar a socializar. 

O isolamento social prolongado afeta a memória e a recordação verbal. Como criaturas sociais, os humanos precisam de bastante estímulo interativo para manter seus cérebros em boas condições. Dessa forma, é normal sentir um pouco de dificuldade para voltar a interagir e participar de encontros.

Por isso, é importante sermos pacientes e gentis com nós mesmos. Não há necessidade de pressa para se livrar desse estranhamento também.

Como aconselha o Centro Nacional de Ansiedade Social dos Estados Unidos, "tenha em mente que cada um de nós agora é, até certo ponto, socialmente desajeitado". Ou seja, é normal levar um tempo para se sentir totalmente confortável e disposto para estar e conversar presencialmente com outras pessoas. 

Como será o mundo pós-pandemia 

A pandemia antecipou diversas mudanças que já estavam em curso na sociedade, como o trabalho remoto e a educação a distância, por exemplo. O isolamento social provocou mudanças de hábitos, acelerando diversas tendências que já estavam em pauta na sociedade. 

Em entrevista ao programa O Mundo Pós-Pandemia, a antropóloga e historiadora Lilia Schwarcz explicou que a pandemia irá alterar o curso da história da humanidade e aquilo que compreendemos sobre o século atual. 

“A pandemia vai alterar os nossos livros de história. Inclusive, ela vai mudar a datação de quando começa o século 21. Na minha opinião, o século 21 começa nesta pandemia”, explicou a pesquisadora. 

Abaixo, trazemos alguns dos principais impactos e tendências que a pandemia da Covid-19 trouxe:

E-commerce

A pandemia fez nascer uma nova geração de consumidores. 

Dados do Movimento Compre & Confie da Neotrust apontam que mais de 20 milhões de pessoas compraram online pela primeira vez no Brasil na pandemia, o que configura um total de 42,9 milhões de consumidores únicos. 

O número representa um crescimento exponencial e um marco para o e-commerce do país, fazendo com que o comportamento de bater perna atrás de promoção definitivamente seja coisa do passado.

Debates sociais

O avanço do coronavírus também potencializou a preocupação com a saúde e os debates sociais. 

O relatório Twitter Trends Brasil, elaborado com base na análise de 300 mil tópicos na plataforma, aponta um crescimento de 148% nas conversas sobre cuidado comunitário; 175% em igualdade de direitos à saúde; 47% em saúde integral; 20% em autocuidado; e 17% em saúde mental.

Trabalho remoto

Com as restrições de circulação e as medidas de isolamento social, muitas empresas mudaram sua forma de operar durante a pandemia, fazendo com que seus funcionários trabalhassem de forma remota.

Em função disso, muitas empresas perceberam que o trabalho remoto é um modelo interessante, permitindo que os colaboradores tenham mais qualidade de vida, até mesmo, e as organizações reduzam seus gastos.

Segundo a McKinsey, mesmo com a melhora no cenário pandêmico, pelo menos 88% das companhias avaliam mudanças em sua estrutura. Além do formato remoto, estão previstas a ampliação de modelos de gestão por projetos, a remuneração mais variável e relações menos rígidas de hierarquia, o que dará origem a um conceito mais colaborativo dentro das companhias.

Ou seja, a pandemia trouxe importantes mudanças para o mundo do trabalho. 

Educação a distância

A educação a distância (EAD) já era uma modalidade muito explorada no mundo.

Contudo, com a pandemia da covid-19, esse modelo de ensino ganhou ainda mais relevância. 

Pela primeira vez, quase todas as instituições de ensino, desde o ensino básico, tiveram que adaptar suas atividades para o digital, o que certamente abriu um novo leque de possibilidades quanto ao assunto. 

Além disso, diversos estudantes que tinham preconceito com o ensino a distância puderam vivenciar na prática como funciona o modelo, o que possivelmente ajudou a quebrar tabus sobre o assunto e a intensificar essa tendência. 

O ensino híbrido, mesclando atividades presenciais e a distância, também tende a se solidificar no mundo pós-pandemia.

mundo pós-pandemia - mulher de máscara em chamada de vídeo pelo computador

4 passos para se adaptar ao mundo pós-pandemia 

Foram muitas as mudanças, não é mesmo? Abaixo, trazemos cinco passos para ajudar você a se adaptar ao mundo pós-pandemia. Confira:

1-Respeite o seu tempo

Se você ainda não está pronto para reencontrar amigos e familiares, não hesite em negar convites. Respeitar o seu tempo é essencial nesse momento. Cada pessoa tem um ritmo e uma vivência diferente, sendo normal que alguns indivíduos se sintam mais confortáveis do que outros. 

Saiba identificar os seus limites e respeite o seu processo!

2 - Converse com pessoas de confiança

Mesmo que cada pessoa tenha vivenciado de uma forma diferente o isolamento social, a pandemia foi uma experiência coletiva e provocou traumas em quase todas as pessoas. 

Dessa forma, conversar com pessoas de confiança sobre suas inseguranças é uma ótima forma de recomeçar sua inserção social.

3 - Não espere mudanças do dia para a noite 

O processo de reinserção social não acontece do dia para a noite, é normal levar um tempo para se acostumar a ver os colegas de trabalho presencialmente, encontrar os familiares e até mesmo usar o transporte público. 

Ou seja, não se frustre se esse processo está sendo mais demorado para você, ok?

4 - Procure ajuda profissional 

Você sabia que a terapia pode ser um grande aliado nesse processo de ressocialização?

Psicólogos e psiquiatras podem o orientar melhor sobre como se adaptar ao mundo pós-pandemia, identificando, até mesmo, se existe algum transtorno — como depressão e ansiedade — por trás da sua dificuldade. 

Nunca hesite em procurar ajuda médica! 

Conclusão 

Neste artigo, falamos sobre o mundo pós-pandemia, explicando as principais mudanças e como se adaptar ao novo normal. 

Se você gostou desse conteúdo, não deixe de conferir outros textos do EAD UMC:

New call-to-action

Vida na universidade

Veja mais conteúdos da UMC sobre EAD e educação

Como fazer a revisão bibliográfica do TCC

Depois de tantas aulas, disciplinas, leituras e atividades práticas, chegou o grande momento.
11 min de leitura

Vida de Vestibulando: 7 fatos que ninguém te conta

A vida de um vestibulando não é nada fácil! 
9 min de leitura

Como fazer apresentação de trabalho na universidade [GUIA COMPLETO]

A apresentação de trabalho é uma atividade muito comum na faculdade, sendo requisitada tanto em curso de humanas quanto ...
6 min de leitura
Ver mais conteúdossobre Vida na universidade
Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

Posts mais recentes