Conheça nossos cursos
Conheça nossos cursos

Blog UMC listing page

Mercado de Trabalho

Pensamento computacional: a habilidade para o futuro do trabalho

Por que fazer Análise e Desenvolvimento de Sistemas EAD?

Baixe o e-book para descobrir as profissões em alta desta década!

Tecnologia da Informação cresce exponencialmente 

A área de TI é a que mais cresce no Brasil. E isso não é à toa! Com o desenvolvimento da internet, de novas formas de se comunicar, o surgimento de empresas de tecnologia e a modernização das empresas que conhecemos, esse profissional tem sido um dos mais valorizados.

Com esse crescimento acelerado, a maior dificuldade da área é encontrar profissionais qualificados para atuação. Por isso, muitos alunos acabam ingressando no mercado de trabalho durante o curso, antes mesmo de se formarem, e com altos salários, devido a alta valorização desse profissional.

E esse crescimento não dá sinais de se estabilizar. Quanto mais a tecnologia avança, mais potencial de expansão o setor de TI concentra, fazendo com que a geração de demanda seja maior e mais rápida que o número de profissionais presentes nesse mercado.

Curso oferece aprendizados diversos

Ao contrário do que muita gente imagina, o curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas não oferece apenas o conhecimento técnico da área. O conteúdo não se limita a isso, e pode expandir para muitas outras áreas do conhecimento.

Claro, o conhecimento principal, de desenvolvimento de sistemas, é seguido e mantido. Mas o conteúdo vai além disso,

Dessa forma, o aluno pode atuar em carreiras dentro da área de TI que são paralelas à área de análise de sistemas. Dentre os conhecimentos que o estudante desse curso pode ter, alguns principais são:

Aprendizados sobre desenvolvimento de software 

Esse é um dos aprendizados padrões desse curso. O aluno terá contato direto com todo conhecimento e conteúdo necessário para se tornar um desenvolvedor de software completo, da base até o avançado.

Isso acontece pois, além de ter contato com a parte de sistemas, esse profissional também terá que lidar com a comunicação dos sistemas com o software. Como são áreas interligadas, é ideal que o Analista de Sistemas consiga fazer a ponte de ligação quando for necessário.

E é comum que um estudante da área de sistemas acabe se especializando em software e atuando na área, e vice-versa. As áreas se comunicam e precisam do suporte uma da outra para um funcionamento pleno.

Conhecimentos sobre negócios e soluções 

O conhecimento sobre gestão de negócios também é uma matéria importante para o curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas. A maioria dos estudantes ou recém formados ou acaba atuando em uma empresa de médio ou grande porte. 

Nesse cenário, a responsabilidade principal desse setor acaba sendo a construção e manutenção de sistemas internos, ou a modernização a empresa no mercado.

Uma outra parte dos especialistas dessa área acaba por trabalhar de forma autônoma, ou abre a própria empresa de tecnologia.

E já nesse cenário, eles comumente acabam prestando serviços terceirizados de tecnologia para empresas de todos os portes.

Independentemente da atuação, é ideal que o profissional tenha noções profundas de negócios, empreendedorismo, público e mercado. Tudo para que ele consiga lidar com os problemas empresariais, oferecendo as soluções ideais para elevar o trabalho a um novo nível.

Disciplinas de Redes e Banco de Dados 

Já o conhecimento sobre Redes e Banco de Dados também é oferecida de forma introdutória e até intermediária nesse curso, dependendo da instituição.

Isso ocorre pois o grande volume de dados trazidos pelas tecnologias vêm ganhando uma grande importância e ainda maior influência nas tomadas de decisões empresariais. E, essa demanda do mercado de trabalho, fez com que mais cursos viessem a oferecer a matéria de banco de dados nos cursos da área de TI.

Além disso, o estudante de análise e desenvolvimento de dados também pode seguir carreira na manutenção de sistemas de banco de dados, pois também são áreas paralelas. Muitas vezes é necessário um profissional com as competências desse curso para integração e análise dos bancos de dados.

Curso tecnólogo prepara para o mercado de trabalho

O modelo tecnólogo de graduação é um formato de curso superior relativamente novo, mas que vem conquistando tantos os estudantes quanto o mercado de trabalho.

Ele surgiu para suprir as demandas de uma graduação que seja simplificada, com um modelo menor de aulas teóricas e exclusão de matérias obsoletas, construindo um curso simplificado com foco total no mercado de trabalho.

Dessa forma, o estudante pode se formar em um curto período de tempo, com matérias mais diretas e práticas, maior experiência de mercado, e já preparado para todas as necessidades e desafios.

Por isso, é uma modalidade que vem crescendo cada vez mais, e que vem fazendo um grande sucesso entre as empresas mais novas e startups, que estão sempre em busca de facilidade e soluções inovadoras.

Áreas de atuação em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

O profissional estudante ou recém formado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas possui uma grande variedade de áreas onde ele pode atuar de forma plena e completa. Essas áreas poderão se tornar também uma futura especialização, dependendo da atuação desse profissional.

Dentre as atuações possíveis, podemos citar algumas:

DevOps

Esse profissional é quem vai fazer a ponte entre o desenvolvimento de sistemas e o setor de infraestrutura. Ele faz o registro, documenta os processos, auxilia nas decisões e ajuda na comunicação entre ambos os setores. O DevOps também contribui para gerenciar novas versões que estão para sair simplifica os processos da área.

BackEnd

O profissional de BackEnd atua diretamente nos bastidores do software, cuidando do banco de dados, do funcionamento do servidor, da camada front end, entre outros. 

Arquiteto da Informação

Esse profissional vai cuidar da estrutura de um site, software ou programa. É ele quem fica responsável pelas soluções, pela navegação fluida e limpa e pela usabilidade. Em alguns lugares, esse profissional também é conhecido como UX Designer.

Administração de Banco de Dados

Essa carreira é uma das que mais crescem. Quando mais a tecnologia avança, maior é a quantidade de dados que temos acesso. E esses dados podem ajudar em diversos momentos e setores da empresa. Fica a cargo do administrador de banco de dados a cuidar da manutenção, do armazenamento e da classificação dos dados recolhidos.

Salário dos formados em Análise e Desenvolvimento de Sistemas EAD

É estimado que a área de TI vai empregar cerca de 2 milhões de pessoas no Brasil em 2020, e essa perspectiva é ainda maior para os próximos anos. Essa área é uma das que mais necessitam de profissionais qualificados devido seu crescimento rápido, por isso, os salários são bastante competitivos e se destacam no mercado.

O Analista de Sistemas pode começar ganhando R$3.312,00 mensais no começo da carreira, e alcançar a média de R$5.116,00 mensais.

Para um profissional mais experiente, o valor médio do salário desse profissional é de R$7.301,00 mensais.

E a possibilidade de crescimento nessa área é muito grande. Claro que é necessário esforço, além de precisar se manter sempre atualizado no mercado de trabalho. Porém, um profissional qualificado e com experiência tem uma carreira brilhante!

Facilidade de fazer Análise e Desenvolvimento de Sistemas EAD 

A graduação em Análise e Desenvolvimento de Sistemas EAD é um curso que oferece todo conteúdo e todo aprendizado técnico do curso, juntamente com todas as facilidades do modelo a distância. 

É por essas facilidades que o ensino a distância tem crescido absurdamente nos últimos anos, principalmente quando colocamos a área de TI em panorama. Com o EAD, é possível já ingressar na área mesmo durante o curso, uma vez que a graduação se adapta à sua rotina, e não o contrário!

Mas ao ingressar no EAD, é normal que você precise de um tempo para se acostumar, e tenha dúvidas pertinentes sobre o método de ensino, o aprendizado e as aulas. Foi pensando nisso, que respondemos alguns dos principais questionamentos sobre o tema:

Como funcionam as aulas online? 

Muita gente é aluno de primeira viagem do EAD, portanto, é normal ter dúvidas quanto ao formato do ensino que está prestes a encarar. Porém, não é necessário ter receio. O formato é feito para ser mais adaptável, e você pode ter a chance de não somente estudar quando puder, como também estudar da forma que você acha mais fácil de aprender.

Essa adaptação à individualidade de cada aluno tem feito com que o ensino a distância cresça de uma forma gigantesca no Brasil, além de ter virado uma modalidade de preferência de alguns alunos.

Mas no primeiro contato com a modalidade, algumas dúvidas podem surgir. Por isso, buscamos explicar alguns pontos para que você se sinta mais confiante nesse formato:

Como tirar dúvidas? 

Geralmente, no ensino a distância, as aulas são gravadas e os alunos podem assistir no momento em que eles acharem melhor. Mas isso não significa que você não possa tirar as suas dúvidas!

Em algumas instituições, há a oferta de uma aula ao vivo por matéria! Nessa aula, você pode tirar todas as suas dúvidas. 

Além disso, cada curso possui um Tutor EAD que fica a cargo de auxiliar com as dúvidas que você tenha, seja sobre a matéria, sobre a instituição ou sobre a plataforma.

Como são as provas? 

As provas do ensino a distância são geralmente as únicas realizadas de forma presencial. Mas isso não significa que você perca as vantagens de personalização do ensino.

De modo geral, é necessário fazer no polo, porém, quem decide o melhor dia e o melhor horário é você. A instituição disponibiliza um período determinado para realização das provas da matéria, e você escolhe o horário que fica mais fácil para você, dentro deste período. É mais uma facilidade do ensino a distância.

Quais as vantagens da EAD?

O ensino a distância vem crescendo bastante no Brasil, como já citamos anteriormente. E esse crescimento vem diretamente relacionado às vantagens que essa modalidade de ensino proporciona.

Além de todas que já citamos, como a possibilidade de fazer os próprios horários, a adaptabilidade e a facilidade, com o EAD você pode estudar enquanto trabalha, podendo ingressar na sua área antes mesmo de terminar o curso.

Além disso, o ensino a distância desenvolve habilidades importantes no mercado de trabalho, como foco, disciplina, autogestão, inteligência emocional, criatividade e autoconhecimento.

Onde estudar Análise e Desenvolvimento de Sistemas EAD? 

Os cursos da área de TI, por serem um dos mercados mais carentes de profissionais qualificados, são cursos relativamente fáceis de achar em qualquer instituição. Isso ocorre para que as instituições possam suprir essa demanda do mercado, formando cada vez mais profissionais da área.

Porém, antes de ingressar em um curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas EAD, busque uma instituição que seja referência no aprendizado, e que possua metodologia de ensino de qualidade e corpo docente qualificado.

Também escolha por uma universidade que atenda às suas necessidades, e tenha a estrutura necessária para que você possa aprender e sair preparado para todos os desafios da área.

Use sua nota do ENEM para ganhar uma bolsa de estudos!

Conclusão 

O curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas EAD é um curso que conta com aprendizado profundo e completo, não somente da área de Análise de Sistemas, como também das outras áreas dentro da Tecnologia da Informação.

E por se tratar de um setor com muita demanda de profissionais, você pode conseguir ingressar na área enquanto estuda, e já ganhando salários competitivos em grandes empresas.

Mas para valer a pena, escolha uma instituição que dê o suporte necessário para todos os momentos da sua jornada. Por isso, conheça agora o curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas EAD da UMC!

E se você gostou deste artigo, não deixe de conferir outros texto do EAD UMC:

--> Você já pensou em ser um Analista de Sistemas? O curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas EAD ou presencial é um ...
11 min de leitura

Como funcionam os cursos de graduação EAD? Tire todas suas dúvidas agora!

Baixe o e-book para descobrir as profissões em alta desta década!

 

Como funciona graduação EAD?

Aulas são online

As aulas do curso EAD acontecem de maneira online e podem ser disponibilizadas em dois formatos: gravadas ou ao vivo.

Depois que o aluno termina o processo de matrícula, ganha o acesso à uma plataforma digital. Lá você pode acessar as aulas disponíveis do seu curso. Quando as aulas são gravadas você pode pausar à vontade e assistir quantas vezes quiser. Já as aulas ao vivo, embora possam ficar gravadas na plataforma, é interessante participar do momento ao em que elas acontecem, para tirar dúvidas em tempo real.

Você pode acessar materiais quando quiser

A Plataforma Digital, ou o Ambiente Virtual de Aprendizagem é a sua sala de aula. Esta é uma das ferramentas mais práticas do EAD, uma das suas funcionalidades é dispor os materiais para os alunos. Isso permite que você consiga acessar o ambiente virtual de qualquer lugar, basta ter conexão com a internet. E aí você pode estudar do jeito que quiser, onde quiser.

A plataforma pode ser acessada tanto de um computador, quanto de um smartphone ou tablet. Lá você vai encontrar todos os materiais disponíveis para os seus estudos, como os textos para as disciplinas, cronogramas, e logicamente, todas as aulas disponíveis.

Plataforma de estudos é a sala de aula

Quando você escolhe fazer uma graduação de ensino a distância, o acesso a todos os materiais e aulas é feito de forma virtual, pela Plataforma Digital. Muitas pessoas sentem um certo receio disso, pois acreditam que desse jeito vão ter que estudar completamente sozinhas. E isso é coisa de gente que não sabe como funciona graduação EAD. Já que isso não é verdade!

Quando você acessa a plataforma, uma das possibilidades que ela te dá é de entrar em contato com outros alunos que fazem o mesmo curso que você, através do Fórum. E aí como em qualquer outra sala de aula, você consegue estabelecer contato com seus colegas, possibilitando trocas de aprendizado muito enriquecedoras.

Tutores ficam disponíveis para dar apoio

Tem gente que não sabe como funciona uma graduação EAD e sai por aí dizendo que você estuda sozinho e que não pode tirar a dúvida com o professor durante as aulas, por elas serem gravadas. Então saiba que tudo isso é mentira!

Durante o seu estudo, você vai encontrar meios de entrar em contato também com tutores, que são profissionais altamente capacitados nas áreas do conhecimento específicas de cada disciplina.

Eles são os facilitadores de ensino e estão preparados para responder todas as suas dúvidas, ou então encaminhá-las ao professor. Tudo feito para que você tenha uma experiência de estudo muito mais transparente e proveitosa.

Você tem uma biblioteca online

E além de tudo isso, você também tem acesso à biblioteca online, com centenas de títulos, entre materiais digitalizados, e-books, multimídia, etc. Você pode consultar o acervo completo da graduação, além de poder fazer reservas e consultar o status de algum empréstimo. No caso dos materiais digitais, você consegue acesso imediato com apenas um clique.

Graduação EAD é reconhecida pelo MEC?

Qualquer curso superior, seja de Instituições Públicas ou Privadas, tanto nas modalidades de ensino presencial, semipresencial ou ensino a distância, passam por critérios de avaliação do Ministério da Educação (MEC) antes mesmo de serem ofertados. Isso quer dizer que para uma graduação ofertar um curso aos alunos, ele já precisa ter sido reconhecido pelo MEC.

E quem não sabe como funciona graduação EAD pode ter um preconceito em relação à qualidade de ensino. E essa ideia não tá com nada. Os critérios de avaliação do MEC são rigorosos e você pode consultar se uma graduação é ou não reconhecida e inclusive qual sua nota, através do portal e-MEC.

Alguns cursos de graduação EAD reconhecidos pelo MEC são:

  • Administração
  • Marketing
  • Ciências Contábeis
  • Educação Especial
  • Gestão de RH
  • Gestão de TI
  • Letras 
  • Matemática
  • Pedagogia
  • Serviço Social

E pelo mercado de trabalho?

Cada vez mais o mercado de trabalho exige profissionais altamente capacitados e verdadeiramente comprometidos com suas funções. Isso é um movimento natural e que faz com que as pessoas estejam em constante evolução. Isso se reflete em um mercado mais exigente e que paga melhor para os que correspondem às expectativas.

Assim como o mercado de trabalho está cada vez mais exigente, também está cada vez mais aberto a acolher profissionais, se livrando de certos preconceitos antigos. O modelo de ensino a distância tem se mostrado muito flexível e acessível.

Por essa razão ele é muito buscado por pessoas com rotinas apertadas, ou então que não encontram o curso desejado perto de casa, mas, mesmo assim, não querem abrir mão de investir na sua educação e evolução profissional.

Além do mais, na hora de uma entrevista com um recrutador, várias de suas singularidades são levadas em conta, sabia disso? Um bom profissional, como aponta o portal Toda Carreira, possui características que o diferenciam, como resiliência, foco e disciplina. Todas essas características são necessárias para se cumprir um curso EAD e se você tem elas, pode ter certeza de que tem habilidades suficientes para ser valorizado no mercado de trabalho.

O que eu preciso para estudar a distância?

Disciplina para seguir com os estudos

De um modo geral, tudo na vida exige muita disciplina e comprometimento, não é mesmo? E quando se pensa em estudar não dá para ser diferente.

Uma rotina de estudos precisa ser planejada de forma realista, ou seja, de um jeito que ela saia do papel e se torne rotina na sua vida. Então sim, esse é um movimento que exige um certo esforço da parte da pessoa. Mas se você busca crescimento pessoal e profissional, sabe muito bem a importância de ser disciplinado.

Além disso, o estudo é importante em qualquer etapa de nossas vidas. O mundo evolui muito rápido e nós não podemos parar no tempo. Estudar é importante para se conhecer novas possibilidades e adquirir novas habilidades frente aos desafios que encontrarmos no futuro.

Acesso à internet

A internet é sem dúvida alguma a ferramenta mais importante da atualidade. Ela permite você a se conectar com pessoas que estão distantes. Torna mais fácil o acesso a novas informações e formas diferentes de entretenimento.

E como a gente veio te mostrar como funciona a graduação EAD, é importante que você tenha em mente que todos os materiais e aulas ficam disponíveis lá na Plataforma Digital, e para isso, você precisa de um dispositivo com acesso à internet. Pode ser um computador, notebook, tablet e o mais prático de todos, o celular.

Você pode fazer o download dos arquivos de texto e outras mídias que ficam disponíveis para o material de estudo, mas as aulas ficam lá na plataforma, e por isso a conexão com a internet é essencial.

Fazer o processo seletivo da instituição

Cada instituição de ensino superior possui um modelo diferente de Processo Seletivo para ingressar no ensino superior. Como é o caso do vestibular, que geralmente é constituído de uma prova com questões interdisciplinares, além da redação.

A vantagem é que, como os cursos são a distância, o vestibular também pode ser. Existe o vestibular online, em que você faz sua inscrição e tem acesso à um ambiente de prova virtual com tempo estipulado para produzir uma redação. E o melhor? O resultado sai rapidinho e você já pode começar estudar. Outras universidades oferecem, também o vestibular agendado, que é presencial, mas você pode agendar dia e horário para realizá-lo.

Mas, algumas instituições oferecem um processo seletivo mais simples para a EAD, como forma de promover maior acesso à essa modalidade de ensino. É o caso da UMC, por exemplo, em que você não precisa se preocupar com prova. Você pode escolher entre uma das duas maneiras de ingresso:

  • Vestibular Online: entrar na graduação através do Vestibular Online é fácil, basta você escrever uma Carta de Intenção descrevendo por que você deseja estudar no EAD UMC
  • Processo Seletivo por ENEM: já nessa modalidade, o candidato precisa preencher um formulário de inscrição e informar o ano em que prestou o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) para que o resultado seja consultado junto ao INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira). Nesse processo, você pode ganhar bolsa de até 100%*.

Se matricular e se comprometer

Já o processo de matrícula, pode ser feito online, após o recebimento da chamada, feita pela instituição. Os candidatos têm um prazo para efetuar a inscrição, ou então a vaga passa para o próximo automaticamente.

Nesta etapa, alguns documentos são exigidos, como:

  • Certificado ou diploma de conclusão do ensino médio (original);
  • Histórico Escolar do Ensino Médio (original);
  • Certidão de nascimento ou casamento (original);
  • Cédula de Identidade (original);
  • Cadastro de Pessoa Física – CPF (original);
  • Comprovante de vacina contra rubéola, para o sexo feminino, até 40 anos de idade – lei nº 10.196, de 24/07/96 (original);
  • Comprovante de quitação do serviço militar, para o sexo masculino (original).

Depois disso, você recebe a confirmação da sua inscrição e o login da Plataforma Digital. Então, é só começar os estudos e alavancar sua carreira.

Existem encontros presenciais?

Se você não sabe como funciona uma graduação EAD, talvez essa notícia sobre os encontros presenciais possa te confundir um pouco. Mas pode se tranquilizar que é muito mais simples do que parece: sim e não, depende do curso.

Alguns cursos são completamente a distância, mas ainda assim necessitam de encontros presenciais para que os alunos façam as avaliações. Geralmente esses encontros se dão nos campi da instituição ou nos pólos de apoio.

Já em outros casos, como no ensino semipresencial, alguns cursos precisam de certas dinâmicas para que o aluno obtenha conhecimento prático no assunto. Então é comum que esses cursos tenham encontros mais regulares para aulas em laboratórios ou voltadas para atividades práticas específicas, além dos encontros para as avaliações.

E aí vai depender de qual o curso que você tem em mente, e qual a modalidade de ensino na qual este curso é ofertado.

É possível estagiar fazendo graduação EAD?

Não é todo curso superior que exige do aluno a prática de estágio. O estágio é comum para alguns cursos, como os de Licenciatura, no qual os alunos precisam experimentar a vivência no cenário da educação, ou então de algumas áreas específicas como Administração ou Engenharia, que também necessitam de práticas para o enriquecimento do processo de aprendizado.

Para os cursos que demandam essa prática, vai ter um momento em que uma disciplina específica de teoria vai fornecer a instrumentação necessária para que o aluno execute o estágio. Nessa disciplina, o professor, junto da instituição, vai fornecer toda a informação e os recursos burocráticos disponíveis para facilitar a obtenção do estágio por parte do aluno.

Já alguns cursos, não precisam do estágio. Você pode conferir essas informações, na Matriz Curricular de cada curso em específico. Lá também, você encontra todas as disciplinas que compõem a carga horária de ensino.

Tem formatura na graduação EAD?

Não é só porque você escolheu uma modalidade de ensino a distância, que você não pode vivenciar as experiências que qualquer graduação traz. O EAD é só uma característica desse modelo de ensino, várias práticas e vivências de todo o processo de educação superior continuam lá.

Quando você termina sua graduação, passa por todo o processo de Colação de Grau. Geralmente a instituição organiza esse tipo de evento, que reúne graduandos de todos os cursos para o reconhecimento desse momento solene na vida das pessoas. Entre em contato com o polo de apoio ou então a secretaria do campus para mais detalhes.

Quais os cursos que posso fazer a distância?

Atualmente, o MEC já autorizou um grande número de cursos para se fazer a distância. Embora, alguns ainda só podem ser feitos presencialmente, como os cursos de Medicina, Direito e Odontologia.

Confira algumas opções que podem lhe interessar:

  • Administração
  • Análise e Desenvolvimento de Sistemas
  • Ciências Contábeis
  • Física
  • Gestão Comercial
  • Gestão de Recursos Humanos
  • Gestão de Tecnologia da Informação
  • Letras Inglês
  • Letras Português
  • Matemática
  • Pedagogia
  • Processos Gerenciais
  • Química

Existem muito mais opções, como graduação EAD em engenharia, nutrição, educação física, entre outros. Entre esses cursos apresentados, alguns são em formato semipresencial, em que aulas presenciais acontecem de uma a duas vezes por semana.

Depois de ver como funciona a graduação EAD, desde como é o material de ensino, as aulas e como você tem acesso aos tutores e a biblioteca, passando por tudo que é necessário para começar o seu curso, desde as ferramentas, até a papelada do processo de inscrição, é pouco provável que sobre alguma dúvida.

E se você já decidiu que o EAD é uma opção para você, confira a lista com completa com todos os nossos cursos.

--> Você ainda não sabe como funciona a graduação EAD? Essa modalidade de ensino tem crescido muito e tem suas ...
10 min de leitura

Como se tornar um hacker do bem, profissão em alta em 2023

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se.

O que faz um hacker do bem

Hacker do bem é o especialista em TI que identifica vulnerabilidades e falhas em sistemas de dados e segurança, atuando legalmente em empresas privadas ou organizações governamentais.

O principal objetivo desse profissional é proteger uma empresa de invasões cibernéticas, evitando o vazamento de informações e, até mesmo, prejuízos financeiros.

A diferença entre hacker do bem e hacker do mal

Quando se ouve a palavra hacker, é muito comum que as pessoas instintivamente associem a algo negativo. Contudo, um hacker, por si, não é um profissional ruim ou criminoso.

Um hacker é qualquer indivíduo que tenha um conhecimento profundo de tecnologia e programação ao ponto de encontrar brechas e mudar o comportamento esperado de determinado sistema.

Logo, hackear é usar esse conhecimento para entender um sistema ou aplicação e buscar vulnerabilidades que possam ser exploradas.

O ponto chave está no que cada profissional faz com essas habilidades.

O hacker do mal — ou melhor, cibercriminoso — utiliza seu conhecimento para cometer crimes e chantagear pessoas ou organizações. São eles que aparecem na mídia associados a notícias de fraudes, chantagem e sequestros digitais.

Já o hacker do bem – ou profissional de cibersegurança – é aquele que usa o seu conhecimento para proteger os dados e informações que estão em programas, softwares e aplicativos.

Ou seja, são perfis completamente distintos.

O hacker do bem utiliza todos os métodos e ferramentas conhecidas no mundo dos hackers para um objetivo diferente. Ele identifica as vulnerabilidades dos sistemas e reporta suas descobertas para que as corporações corrijam suas aplicações e as tornem mais seguras.

Por isso, esse profissional tem se tornado essencial para os mais diversos perfis de instituição. Afinal, a tecnologia e o uso de dados está presente nos processos de cada vez mais empresas.

A seguir, detalhamos mais as atividades do hacker do bem dentro de uma organização. Confira!

As funções do hacker do bem

Dentro de uma empresa, o hacker do bem atua em diversas frentes para encontrar falhas e vulnerabilidades nos sistemas.

Abaixo, apresentamos algumas práticas comuns desses profissionais:

  • Realizar testes de segurança de um sistema tentando invadi-lo por meio de atalhos — brechas geradas por software, hardware ou humano;
  • Identificar portas na rede, agentes vulneráveis e qualquer coisa que sirva como entrada não rastreável ao sistema;
  • Testar a estabilidade e capacidade dos servidores da empresa;
  • Produzir relatórios identificados as principais falhas e vulnerabilidades dos sistemas;
  • Elaborar estratégias para aumentar a segurança dos sistemas e dados;
    Verificar o acesso físico aos servidores e data centers.

>>> Leia mais: O que todo profissional de TI precisa saber sobre código aberto

Onde trabalham os hackers do bem

A tecnologia tem mediado os processos de um número cada vez maior de empresas. Além disso, bancos de dados com informações confidenciais de clientes, contratos e projetos tem valor imensurável na atualidade.

Nesse contexto, proteger essas informações tem se tornando prioridade para diferentes perfis de instituições

Sendo assim, as habilidades do hacker do bem são demandadas em diversas áreas do mercado de trabalho, com destaque para:

  • bancos;
  • varejistas físicos e online;
  • companhias aéreas;
  • governos.

Esses profissionais também encontram muitas oportunidades de emprego no exterior, onde a demanda por proteção cibernética também é alta.

>>> Leia mais: Gestão de Tecnologia da Informação: curso e mercado de trabalho

Quanto ganha um hacker do bem no Brasil

A remuneração de um hacker do bem varia de acordo com seu nível de senioridade, mas mesmo na média já é um salário muito atraente.

Segundo Leandro Mainardi, diretor de serviços de segurança cibernética e educação da consultoria ACADI-TI, em entrevista à Forbes, o salário de um profissional certificado nessa área varia entre R$ 7,5 mil e R$ 15 mil.

Além disso, o especialista ainda destaca que profissionais com mais expertise e mais certificações podem ter um salário de até R$ 50 mil.

>>> Leia mais: Por que fazer Análise e Desenvolvimento de Sistemas EAD?

O que é preciso para ser um hacker do bem

Se você chegou até aqui, deve estar se perguntando: mas como eu faço para me tornar um hacker do bem?

Não existe uma formação específica para se tornar um hacker, e sim uma série de graduações que você pode cursar para adentrar na área da TI e cibersegurança.

Abaixo, trazemos uma lista de cursos que podem ser o seu primeiro passo em direção a carreira de hacker do bem:


1. Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Nesse curso, você aprenderá sobre as características de linguagem da programação, banco de dados, redes de computadores, gerência e configuração de projetos, segurança da informação e outros assuntos relacionados à área.


2. Big Data e Inteligência Analítica

Nessa graduação, você aprenderá a lidar com grandes volumes de dados, analisar e desenvolver sistemas computacionais para organizações locais e globais e de diferentes ramos de atuação.


3. Gestão de TI

O objetivo do curso é formar profissionais que saibam gerir projetos, elaborar software para gestão, vendas e aplicativo para celulares, auxiliar na compra de equipamentos e software, criar soluções e processos em empresas de diversos segmentos públicos e privados.


4. Sistemas de Informação

O principal objetivo do curso de Sistemas de Informação é analisar as áreas da informática e suas relações, bem como desenvolver o processamento de informações, sistemas de armazenamento e de recuperação de dados. Após a formação, você pode desenvolver, planejar e escrever um software novo para empresas e cadeias de produção.

Todos os cursos citados acima você encontra no EAD UMC. Conheça nossas opções de bolsas de estudos e comece hoje mesmo a se tornar um hacker do bem!

--> Você já ouviu falar em hacker do bem? Nos filmes e séries, os hackers costumam ser retratados como indivíduos ...
6 min de leitura
1
Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se.

Posts mais recentes